ENGLISH VERSION
Poker Stars NoIQ Poker

Tuesday, October 16, 2007

PokerEV... ou nem tanto.

Há tempos surgiu um programa novo no panorama do Poker - o PokerEV - que foi divulgado no forum 2+2. Aqui fica um insight do programa e algumas cautelas...

O conceito do programa e a recepção foram calorosas: um programa para avaliar a qualidade das decisões e o peso da sorte seria o Santo Graal do estudioso do jogo dedicado. O problema é que o programa não faz isso. Ou por outra, fá-lo só em certa medida e as conclusões podem ser completamente opostas às desejáveis!

Mas vamos por partes... Primeiro, os Sklansky Bucks.

O gráfico é o resultado de 8.141 mãos realizadas na
rede prima este mês, visualizadas no PokerEV.


Uma das peças fundamentais do programa é o recurso ao conceito dos Sklansky Bucks: os Sklansky Bucks derivam do Teorema Fundamental do Poker (TFP, já abordado aqui no meu blog no passado) e consistem em "dolars" virtuais ou teóricos, como preferirem. Basicamente, é o que é suposto ganharem com a vossa decisão dado o cenário xis, independentemente do resultado real da mão. Por exemplo, se têm um set de AAA e o vosso adversário tem um inside straight draw no turn, vocês vão all-in e ele acompanha e «saca» a sequência, vocês perderam a mão (perderam dinheiro real) mas ganharam Sklansky Bucks. No longo-prazo, se se repetir este cenário, vocês ganharão sem dúvida uma pipa ao adversário. Naquele caso concreto tiveram azar e perderam...

De sublinhar que os Sklansky Bucks são calculados com base num cenário concreto e conhecendo a mão do adversário. Estes dois aspectos merecem alguma reflexão para evitar conclusões precipitadas.

Ao dizer que tiveram azar num cenário em concreto, tal não significa que estejam com azar num sentido mais abrangente. Podem muito simplesmente estar a obter cenários favoráveis mais vezes do que esperado e na verdade, estão a ter sorte. Com uma distribuição justa perderiam afinal mais vezes e mais dinheiro. Tentando exemplificar, jogaram 4 vezes um pocket 22 e em 3 dessas 4 vezes floparam um "set" (222). Desses 3 sets perderam dois deles...

Resumindo e concluindo, tiveram um tremendo azar em perder dois dos três sets quando eram grandes favoritos (suponhamos), mas na realidade e no global o que tiveram foi sorte pois encontraram-se em cenários favoráveis mais vezes do que era suposto e em termos finais, venceram uma mão em quatro com 22 o que nem é mau.

Numa análise com base nos Sklansky Bucks, o resultado sería o de que realizaram moves lucrativos e tiveram azar. A verdade é praticamente o oposto...

O segundo aspecto que merece reflexão é o facto do conceito de Sklansky Bucks ser pouco realista e ter aplicação prática muito reduzida, uma vez que assume o conhecimento das cartas exactas do adversário. Este aspecto é pertinente para avaliar a qualidade das vossas decisões. A qualidade de uma decisão mede-se em função da informação que o jogador dispõe. Voltemos ao exemplo que já utilizei anteriormente. Se no river vocês têm AAA e o adversário tem aKQjt, qualquer decisão que tomem excepto o fold terá Sklansky Bucks negativos. Em termos de TFP estarão a tomar uma má decisão qualquer investimento que façam. Mas na realidade, errado sería foldar o set de AA pois KQ sería a única mão que vos batia. Por acaso era essa mesmo que o adversário tinha naquele caso. Contudo, para foldarem aí, terão de foldar de todas as vezes que possuam um AA e na board se encontra AJTxx, AKQxx, AKTxx, AQJxx, AKJxx...

Penso que não é necessário explicar o disparate que isso seria.

Portanto, o programa não mede realmente a sorte que têm nem a qualidade das vossas decisões. Nenhuma dessas respostas pode ser retirada do programa muito embora a informação que ele disponibilize se relacione de alguma forma com essas questões. Apenas vos diz que dados os cenários em que vocês se encontraram, se as vossas decisões eram lucrativas e se acabaram por ganhar mais ou menos que o suposto.


Se as decisões são lucrativas porque tiveram sorte (estiveram vezes demais em cenários favoráveis) ou derivam da qualidade do vosso jogo, é uma resposta a que o programa não consegue responder. Se a sorte ou azar que tiveram nesses cenários concretos está em linha com a sorte ou azar que tiveram em termos globais é algo mais a que o programa, como está concebido, não consegue responder...

Num exercício de analogia, imaginem-se ao ar livre a soprar para uma bandeirola. Se sopram para a esquerda ela vai para a esquerda e se sopram para a direita, ela vai para a direita?

Sem saber se há vento, para que lado sopra o vento e com que intensidade... não dá para saber, né!


Uma última nota para a ferramenta Analysis onde poderão consultar as mãos uma a uma e analisar onde estão a perder dinheiro. Mais uma vez, muita cautela pois a tendência será a de analisar a mão numa perspectiva Results Oriented. A análise e avaliação da mão é realizada com base no conhecimento exacto das cartas do adversário...

Portanto, não se poderão limitar a consultar as mãos onde perderam Sklansky Bucks (não significa que tenham realmente jogado mal) e mãos onde cometeram erros (importantes) podem encontrar-se com Sklansky Bucks positivos e que tenderão a passar despercebidas.


Artigos relacionados:
PokerAcademy Pro
Poker Software

.

Labels: ,

6 Comments:

At October 18, 2007 at 6:40 PM , Blogger Segrob said...

Muito bom post. Eu também deixei de usar esse gráfico porque já tinha lido posts semelhantes no 2+2.

 
At October 18, 2007 at 7:35 PM , Blogger MarcoAntonio "antzzz" said...

Seria uma interessante evolução do programa introduzir os G-Bucks em detrimento dos Slansky Bucks.

Contudo a computação seria muito mais complexa e dado o factor de subjactividade e analitico dos G-Bucks, seria necessario introduzir uma componente de AI no programa. Enfim, sería uma coisa bastante à frente mas resolveria uma boa parte dos problemas citados e tornaria o programa muito mais útil e eficaz.

Não coloquei isso no post original, fica aqui a nota...

 
At October 28, 2007 at 2:12 PM , Blogger Luis Sousa Reis said...

Gostei de ler. Sempre tive a duvida se o programa realmente fazia uma boa analise do factor "sorte". Achas que os filtros que o programa permite utilizar podem servir para analisar partes do nosso jogo em condições? Estou a pensar por exemplo um filtro para analisar potes pequenos e sem showdown.

flyerr

 
At October 30, 2007 at 1:31 PM , Blogger MarcoAntonio "antzzz" said...

Podes usar esses filtros mas tens de ter alguma atenção que nem sempre a mecânica do jogo é assim tão óbvia.

Qualquer análise que faças estará sempre dependente desse teu conhecimento do jogo e da tua capacidade para fazer uma análise objectiva.

Basicamente, tens de «saber jogar bem» para poderes fazer essa análise (saber jogar bem não significa que na prática o faças, podes fazê-lo a frio e no entanto a quente e com pouco tempo para pensar podes tomar decisões menos boas).

 
At October 30, 2007 at 1:38 PM , Blogger MarcoAntonio "antzzz" said...

Já agora, para ficar mais claro: quando digo que a mecânica do jogo nem sempre é assim tão óbvia é por exemplo isto, podes estar a perder dinheiro em potes pequenos (por hipótese) mas a forma como os jogaste implica que vás ganhar mais dinheiro em potes maiores ou vice-versa.

Mesmo excluindo factores sorte/azar, não se pode assumir directamente que estás a cometer um erro porque em determinado tipo de pote estás a perder dinheiro. Por essas mesmas razões (forma de jogar) podes estar a ganhar dinheiro noutros potes que deixaste fora do filtro...

 
At October 30, 2007 at 2:37 PM , Blogger Luis Sousa Reis said...

Isso vai de encontro ao que tenho andado a pensar...O programa nao permite uma analise generica para todos os tipos de jogadores e como tal nao dá uma "solucao" geral para as leaks do jogo do jogador X. Talvez se lembrem de introduzir o Gbucks instead...Obrigado pela resposta ;)

abraço

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home