ENGLISH VERSION
Poker Stars NoIQ Poker

Wednesday, November 7, 2007

Ego... o grande adversário.

A generalidade dos jogadores tende a achar que nasceu com uma aptidão especial para jogar Poker. Uma questão de ego...

O poker é um jogo disputado entre indivíduos e ninguém quer admitir que o vizinho é mais esperto. Deste modo, a generalidade dos jogadores acredita ter nascido para jogar Poker, qual habilidade natural.

Este comportamento tem diversas consequências que só prejudicam o jogador e os seus resultados:

> Em primeiro lugar, as perdas tendem a ser interpretadas como resultado de má sorte. O jogador não está direccionado para optimizar o seu jogo, acredita que joga bem e que os outros é que jogaram de forma incorrecta. De forma recorrente olha para o lado e lamenta-se da má sorte em lugar de enfrentar o verdadeiro problema e as fragilidades do seu jogo;

> Por outro lado, os jogadores sobrestimam o seu jogo e tendem a jogar stakes mais altos do que os ajustados para o seu real nível de jogo;

> Outro comportamento frequente é o do jogador entrar em despique com A ou B para se desforrar desta ou daquela mão ou simplesmente para recuperar de uma onda de maus resultados à custa do jogador que lhe parece mais frágil na mesa, perdendo com facilidade a objectividade e clareza de raciocínio;

> Finalmente revela-se nos erros de gestão diários como por exemplo naquele momento em que se deve abandonar a mesa dado o jogo estar a degradar-se ou simplesmente porque estão jogadores superiores na mesa.

Basicamente, estão a tentar provar a eles e aos outros que são melhores do que o que realmente são e com isso apenas prejudicam o resultado final.

Para além da qualidade real do jogador, há ainda que ter a consciência que ninguém joga ao seu melhor nível o tempo todo. Se os níveis de concentração ou motivação estão baixos, se em consequência a qualidade do jogo se está a deteriorar, uma paragem por umas horas ou mesmo um par de dias é a solução mais sensata.

Labels:

3 Comments:

At November 7, 2007 at 11:39 PM , Blogger zumytime said...

Grande artigo marco António...mesmo muito bom...em poucas palavras e de forma sintética defines a realidade de grande parte dos jogadores...

 
At November 8, 2007 at 12:23 AM , Blogger MarcoAntonio "antzzz" said...

Espero que sim e que muitos jogadores reconheçam este problema, por forma a ultrapassa-lo.

Eu não tenho qq problema em admitir que já senti isso na pele e que o ego já me custou dinheiro.

O ego custa-nos dinheiro quando estamos a jogar no sítio errado, no momento errado e pelas razões erradas.

Fechar as mesas implica admitirmos que estamos a agir mal, que estamos a jogar mal ou que outros jogadores na mesa são-nos superiores e a questão é que isto é algo que está interiorizado de tal forma que facilmente nem nos apercebemos disso no momento em que ocorre...

Como se combate?

Depois de reconhecido o problema, com treino e disciplina.

 
At November 13, 2007 at 3:05 PM , Anonymous NunoCatita said...

Parabens! Muito bom. Simples mas muito objectivo! foi uma das coisas que c o tempo aprendi, so me sento numa mesa se tiver c cabeça e se achar que posso ganhar ali... caso contrario fico aprender :)

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home